A onipresença da Renner

Para algumas redes é loucura manter lojas muito próximas. Mas a Renner tem apostado forte nessa estratégia.
A principio existiam apenas casos pontuais como Bourbon e West Plaza, distantes 700 metros entre si.

Mas recentemente várias das inaugurações da Renner em São Paulo foram de lojas “vizinhas”: Morumbi Town com a loja do Jardim Sul logo ali ou um andar inteiro do Pátio Paulista mesmo com uma grande loja de rua na mesma avenida.
E até o fim deste ano abrirão uma grande loja no JK Iguatemi, distante 500 metros de outra loja no Shopping Vila Olímpia.

É caro manter todas essas lojas mas é benéfico para a Renner evitando a expansão da concorrência e expondo sua marca na maior quantidade de locais possíveis – não importa se você prefere local A ou B, acabará trombando com uma Renner.

Para os shoppings é uma faca de dois gumes. Se fosse completamente ruim simplesmente vetariam a loja no mix.
Mas… é uma âncora que ocupa um grande espaço e que dificilmente desocupará a área.
Em shoppings pequenos ou com vacância muito baixa, impossibilita a aberta de operações mais interessantes – se uma loja de departamentos resolve abrir no país, que espaços vai encontrar?
É difícil criticar shoppings evitando a vacância de um grande espaço, mas me parece pouco ambicioso comprometer espaços com tanto potencial para abrir uma loja que já existe nas proximidades do shopping.
Acaba sendo ruim para o consumidor, que pode ter a impressão de uma grande variedade de lojas mas acaba não tendo uma boa diversidade de opções.

Morumbi Town inaugura segunda fase, mas ainda falta muito

IMG_0889

Hoje o Morumbi Town, na zona sul de São Paulo, inaugurou sua segunda fase.

Se o shopping está aberto desde julho com o hipermercado Zaffari, a Tok&Stok e alguns quiosques, agora tem todo seu espaço disponível.
img_2016-10-11-173546

As grandes novidades já em operação são a primeira loja Tramontina em São Paulo e a primeira unidade paulista da rede gaúcha de farmácia Panvel, que deve usar a unidade do Morumbi Town como forma de estudar a expansão na cidade.

Quanto ao restante, sobram tapumes. Dos 16 espaços na praça de alimentação, apenas seis operações já estão em funcionamento. Para complicar, algumas parecem nem estar comercializadas ainda.

img_2016-10-11-173737

Esse é um problema que se repete no restante do shopping; Existem várias lojas já identificadas e ainda em obras. Mas boa parte do espaço parece que ainda não tem uma destinação.

img_2016-10-11-173559

Para um shopping vizinho ao Jardim Sul, com vacância baixa e onde faltam várias lojas, se esperava mais. Considerando que a Gazit é também dona do Top Center, parecia certo a abertura de uma Forever 21.

O Morumbi Town conseguiu conquistar alguns diferenciais, como o restaurante grego Gefsi. Mas é bastante estranho que a grande âncora da segunda fase seja a Renner, já presente no vizinho Jardim Sul.

Sim, Morumbi Town inaugura dia 27 de julho!

IMG_0889

Update: O Morumbi Town abre sim dia 27 de julho, apenas com as âncoras Zaffari e Tok&Stok, além da alameda de serviços. O restante das lojas deve abrir “em breve”.

O Shopping Morumbi Town, em frente ao Jardim Sul, parece pronto há algum tempo mas poucas são as informações divulgadas.

Recentemente, surgiu no site da Tok&Stok um evento de inauguração da loja do shopping marcado para dia 27 de julho.

A loja deve ter mais de 3 mil metros quadrados e é uma das âncoras do empreendimento.

Screenshot 2016-07-19 22.45.17É estranho uma inauguração tão próxima sendo que não existe nenhuma divulgação do próprio shopping – será uma espécie de soft launch do empreendimento?